Projeto "Marcelo Schimaneski: pincéis da superação"

Livro mostra vida e obra o artista Marcelo Schimaneski

31 de Aug de 2021 às 09:21 /

O Setor de Artes Visuais do Ponto Azul foi inaugurado pela Fundação Municipal de Cultura com exposição de telas do artista plástico ponta-grossense Marcelo Schimaneski e o lançamento do livro que conta sua história de vida e trajetória artística. As intervenções culturais da abertura do espaço fazem parte do projeto “Marcelo Schimaneski – pincéis da superação”, aprovado no PROMIFIC – Programa Municipal de Incentivo Fiscal à Cultura, com patrocínio da Belgotex do Brasil, e produção da ABC Projetos Culturais. A iniciativa é da escritora Dione Navarro, que tinha o desejo de tornar conhecida a história do artista plástico que a inspirou.

O livro reúne imagens de telas do Schimaneski acompanhadas por poemas de Dione Navarro. Além da parte artística, a obra traz toda a história do pintor e de sua trajetória premiada e reconhecida no mundo da Arte Naïf. Na quarta-feira (25), o artista e a poeta esteve autografando os exemplares, que serão comercializados a R$ 35. O valor arrecadado será direcionado à compra de uma cadeira de rodas especial que permitirá maior acessibilidade para o artista plástico.Também esteve à venda as 21 telas expostas no Setor de Artes Visuais do Ponto Azul. As obras retratam as paisagens paranaenses, a vida do campo e a movimentação urbana de Ponta Grossa. O pintor captura momentos do cotidiano, com muito movimento e várias tarefas sendo executadas ao mesmo tempo, dando dinamismo para as obras.

“Eu me sinto muito honrado [com o convite para exposição], porque no mesmo dia que inauguro uma galeria, mostro à cidade a minha trajetória de vida através de um livro”, comenta o artista plástico Marcelo Schimaneski. O autor convida a todos para conhecerem a exposição dos quadros que terá duração de cerca de 30 dias na nova galeria. A autora Dione Navarro conta que propôs o projeto porque sentia que apesar de centenas de salões de arte receberem e conhecerem a produção artística de Schimaneski era necessário que mais pessoas soubessem a trajetória de vida do artista que, segundo ela, usa seus pincéis para superar as limitações impostas pela vida. “A Arte Naïf é uma poética visual que encanta pelas suas cores e leveza de formas. E esse mesmo encantamento se faz, quando cada pessoa se depara com uma obra de Marcelo”, descreve a autora .

História do artista
Há trinta e dois anos, Marcelo sofreu um acidente que o deixou tetraplégico. Sua condição limitou os movimentos dos braços e das mãos e para fortalecê-los passou a praticar desenho. Ele precisou ser criativo para se adaptar, criando uma técnica para pintar suas telas. Passou a colocar o pincel entre os dedos da mão em concha e a pintar a primeira parte do quadro para, posteriormente, sua mãe virar a tela de ponta cabeça para que o artista terminasse seu trabalho.
Hoje, aos 54 anos, chega a 34 anos de atuação na área das Artes Visuais, tendo pintado mais de 400 telas que estão espalhadas pelo mundo. Por seu trabalho e trajetória, conquistou muitos prêmios e reconhecimento dentro e fora do país.

Nós, da família Belgotex do Brasil, agradecemos e temos orgulho de participar de uma ação como essa e desejamos muito sucesso ao artista. 
Juntos somos mais fortes! 
_
Fonte: divulgação. 


    Compartilhe nas redes sociais
  • Pin It

TOPO